urgente

URGENTE

Situação crítica na Faculdade de Sociologia da Universidade Estadual de Moscou

Preencham nosso abaixo assinado

Somos um grupo de estudantes da Faculdade de Sociologia da Universidade Estadual de Moscou, cujas reivindicações à administração da faculdade consistem : na melhoria da qualidade do ensino, na supressão da propaganda reacionária e ultranacionalista e na garantia de condições quotidianas viáveis para o estudo. Face a nossas exigências, a administração iniciou uma série de repressões : fez a polícia prender colegas vindos de outras universidades nos manifestar apoio distribuindo panfletos à porta da faculdade ; alguns estudantes sofreram ameaças ; a direção da faculdade e o conselho oficioso dos estudantes escreveram uma carta à reitoria solicitando a repressão a toda ação, manifestação ou reunião não autorizada dentro do espaço físico da universidade. Trata-se de uma tentativa para nos calar e para colocar uma muralha de silêncio entorno da situação dramática que reina em nossa faculdade.

Nós assistimos a uma degradação crescente das condições escolares : já há alguns anos, as aulas da faculdade têm se tornado anódinas e formais ; a administração tem reduzido progressivamente as horas de seminários e de trabalhos práticos ; as disciplinas anexas têm tido cada vez menos horas-aula ; conferencistas externos são raramente convidados ; os exames e as provas se reduzem simplesmente ao conteúdo de um manual redigido pelo próprio diretor da faculdade. A direção distribui aos estudantes, a título obrigatório, uma brochura que cita os « Protocolos dos Sábios de Sion » como sendo uma fonte fidedigna e acusa a maçonaria e os « sionistas » de controlarem a política americana e britânica assim como o sistema financeiro mundial.

As condições quotidianas de estudo na faculdade são insustentáveis. Não dispomos de biblioteca. Faltam-nos salas de aula. Não há ventilação. As instalações estão repletas de câmeras de vídeo de circuito interno, das quais se serve a administração para perseguir os estudantes « suspeitos ». As entradas dispõem de catracas, exatamente como em uma usina. Os seguranças se permitem se comportar de forma grosseira e brutal com os estudantes.

Nós exigimos uma revisão da estrutura das aulas, a contratação de professores competentes e de pesquisadores reconhecidos em termos de ensino, a circulação de informações sobre os programas de intercâmbio com universidades estrangeiras, a demissão dos agentes de segurança que agem com brutalidade, a abolição do sistema humilhante de controle nas entradas, enfim, as condições necessárias para se viver convenientemente.

Nós insistimos quanto à realização de um encontro público com o diretor, na presença do reitor da Universidade. Nosso objetivo principal é melhorar a qualidade do ensino na faculdade e transformar a situação geral para nós, estudantes, mas também para os professores, dos quais alguns já se declararam solidários a nossa causa.

Nós solicitamos a difusão desse abaixo-assinado assim como da carta de informação em anexo (em inglês) junto a seus colegas e outras pessoas suscetíveis de se solidarizarem conosco. Apóiem-nos escrevendo, em qualquer idioma, ao decanato e ao reitorado da Universidade (favor enviar uma cópia ao nosso endereço : info@od-group.org).

Secretaria de Imprensa da Universidade Estadual de Moscou: tel. +7-495-939-36-67;
fax : +7-495-939-22-64; e-mail: press@rector.msu.ru;

Reitor da Universidade Estadual de Moscou, Viktor Antonovitch Sadovnitchi:
tel. +7-495-939-10-00; fax : +7-495-939-01-26; e-mail: info@rector.msu.ru;

Diretor da Faculdade de Sociologia, Vladimir Ivanovitch Dobrenkov:
tel./fax: +7-495-939-46-98; e-mail: vid@socio.msu.ru ou theory@socio.msu.ru;

Administração Faculdade de Sociologia: fax: +7-495-939-46-98 ;
e-mail: soc@socio.msu.ru.

Assine para apoiar nossas reivindicações!

на платформе nordfx бинарные опционы для трейдеров большой набор торговых инструментов
binarki.pro